carbono pautado

 

Memórias póstumas de Rodrigo de Souza Leão

orelha do livro Carbono Pautado, de Rodrigo de Souza Leão

 

 * * * * *

Carbono pautado foi escrito em 2003, marcando a estreia de Rodrigo de Souza Leão na prosa. Após inúmeras tentativas para conseguir uma editora que se interessasse por suas histórias, foi acolhido pelos leitores na internet.

Pioneiro em sua profícua relação com a internet e a literatura, antes de ser reconhecido como autor, Rodrigo disponibilizou diversos de seus primeiros escritos para download gratuito. O que ele não esperava era que suas “memórias de auxiliar de escritório” fossem publicadas por uma grande editora, ainda que póstumas (e ficcionais).

Em seguida ao sucesso de Todos os cachorros são azuis e publicação de Me roubaram uns dias contados e O esquizoide, o livro Carbono pautado ganha outro significado. Como se encontrássemos a peça que faltava num imenso quebra-cabeça. Este livro revela o autor no início de seu ofício, juntando fragmentos que compõem as obras futuras.

Não fique na busca de relação dos personagens com a história de vida do autor; é limitador. Pode até existir alguma correspondência, no entanto, você vai ler uma ficção, e da melhor qualidade, com o humor tão peculiar do Rodrigo. O sorriso amarelo estará sempre presente.

Não se trata de uma série autobiográfica ou continuidade de outros livros, não é nada disso.  E sim um caminho, uma instigante trilha. Eis o início da linguagem de Rodrigo de Souza Leão.

Ramon Mello


BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates