Outros Textos

 

Por Ramon Nunes Mello
Rio de Janeiro, 07 de outubro de 2012.

A cada dia que passa, entendo a importância dos encontros que tenho na vida - motivo para seguir adiante. Assim, acompanhado de pessoas que compartilham comigo uma determinada afinidade, vou caminhando. Tenho tido a sorte de encontrar seres talentosos, seja no meio profissional ou pessoal. O bom mesmo é quando esse espaço se mistura, borrando as relações sem perder o respeito mútuo.

Há sete anos tive a felicidade de conhecer Marcio Debellian, quando ainda germinava a ideia do ‘Palavra Encantada’, documentário audiovisual sobre música e poesia no Brasil, com depoimentos de nomes consagrados da música popular brasileira. Um encontro, não um esbarrão, que trouxe outras pessoas especiais, que dia a dia modificam meu modo de encarar a vida. Gente que me enriquece, ensinando sobre ética, amizade e amor, no simples ato de existir.

Essa reflexão sobre a arte dos encontros (e outros cruzamentos) surgiu após um ensaio emocionante com a banda Tono para o ‘Palavras Cruzadas’- projeto idealizado pelo Marcio, esse menino das palavras, que resolveu reunir tribos de uma mesma geração para trocar experiências. Sentado no chão de um estúdio em Botafogo, assistindo Ana Claudia Lomelino com sua voz de cristal cantarolar os versos de ‘Eu vou mandar você pro espaço’, parceira minha com Rafael Rocha, tive a dimensão desse encontro. Da importância de se fazer o que ama, com outros que também amam o que fazem.

Recebi o convite para integrar ao projeto quando estava em Londres, em julho, acompanhado de 30 artistas cariocas (outro encontro que revirou minha cabeça), de imediato afirmei meu interesse. Empolgado com a possibilidade de trabalhar com uma banda que eu já acompanhava da plateia, e reencontrar o artista visual João Penoni, cuja amizade foi cultivada na viagem. Juntos formarmos um microcosmo com Ana Claudia Lomelino, Dom, Bem Gil, Bruno di Lullo, Thiare Maia, Rafael Rocha, Kim, Martim (poetastronauta), Bela Meirelles, Eduardo Manso, Paulo Camacho, Miguel Jost, Flávia Paulo, Alessandro Boschini, VJ Notívago, Estevão Casé, Clara Cavour, Daniel Nogueira, Davi Coelho e Marcio Debellian. Ou seja, além da Tono, outras pessoas se aproximaram com contribuições; dos bebês aos amigos.

Os ensaios foram animados, João com suas luzes, Paulo com seus vídeos, os ‘Tonos’ com suas sonoridades, Marcio com suas ideias, Martim com sua pureza e eu com meus poemas. As condições astrológicas não poderiam ser melhores: “O mapa aponta um quadrado fechado entre ninguém mais, ninguém menos do que o Sol, a Lua, Urano e Plutão!!!! Temos também um triângulo fechado com Marte focal, uma oposição entre Vênus e Netuno.  Preparem-se! Este evento tem tudo pra mudar nossas vidas.”

De fato, mesmo antes da apresentação pública, durante três dias no teatro do Oi Futuro – Ipanema, eu pensava: “esse evento vai mudar nossas vidas”.  Pelo menos para mim, o movimento foi intenso. Escrevi minha primeira letra de música, um novo poema especificamente para o projeto, e estou aqui compartilhando a alegria de conviver num universo inventado com arte. Enfim, só me resta agradecer.

Que a vida sempre me reserve o privilégio de trabalhar com pessoas que admiro.

ps: Feliz aniversário Aninha! Cantar em noite de aniversário, além de trazer sorte, abre muitas portas. Parabéns! Que sua voz continue abençoada. Amor.


BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates