Foto: Tomás Rangel

 

Escritor, jornalista e músico, Rodrigo [Antonio] de Souza Leão nasceu no Rio de Janeiro/RJ, em 04 de novembro de 1965. Publicou dez e-books de poesia: 25 TábuasNo Litoral do TempoSíndromeImpressões sob Pressão AltaNa Vesícula do Rock,Miragens PóstumasMeu Primeiro Livro que é o SegundoUma temporada nas TêmporasO Bem e o Mal DivinosSuorpicious Mind e Omar. Seus poemas foram publicados nas revistas Coyote, Et Cetera, Poesia Sempre, El Piez Naufrago (México), Oroboro. Premiado com o quarto lugar no Concurso de Contos José Cândido de Carvalho, em 2002. Participou, como músico, do CD Melopéia, de Glauco Mattoso. Consta da antologia Na Virada do Século — Poesia de Invenção no Brasil, organizada por Claudio Daniel e Frederico Barbosa (São Paulo: Editora Landy, 2002). Publicou Há Flores na Pele (João Pessoa: Editora Trema, 2001) e Todos os Cachorros são Azuis (Rio de Janeiro: Editora 7Letras, 2008), com incentivo do Programa Petrobrás Cultural – Edição 2006/2007. O livro foi um dos 50 finalistas do Prêmio Portugal Telecom, edição 2009. Em 2008, publicou também a plaquete Desequilivro, de poesia visual, em parceria com Paulo de Toledo. Em 2009 foi a vez de Caga-Regras (Pará de Minas: Virtual Books).Fundador e coeditor da Zunái — Revista de Poesia & Debates [www.revistazunai.com]. Criou o site Caox [fora do ar] e veiculou o e-zine Balacobaco [http://balacobaco08.vilabol.uol.com.br], com entrevistas com mais de 150 poetas e escritores. Suas entrevistas também foram divulgadas em vários sites e muitas delas estão na  Germina — Revista de Literatura e Arte [www.germinaliteratura.com.br], da qual foi um dos primeiros e mais assíduos colaboradores. Editou o blogue Lowcura [http://lowcura.blogspot.com], que participou da mostra Blooks — Tribos & Letras na Rede (coordenação de Heloísa Buarque de Holanda e curadoria de Bruna Beber e Osmar Salomão, 2007). Sob o pseudônimo deRomina Conti, foi uma das Escritoras Suicidas [www.escritorassuicidas.com.br]. Escreveu artigos e resenhas para os jornais "O Globo" e "Jornal do Brasil". Morreu no Rio de Janeiro, em 02 de julho de 2009. Deixou, cheios de saudade e orgulho, os pais Antonio Alberto e Maria Sylvia; os irmãos Maria Dulce e Bruno; a sobrinha Marina, a madrinha e tia Rita, muitos amigos, que ele juntou com sua atenção, afeto e generosidade. E vários livros inacabados.

» Desde 2009, o poeta, escritor e jornalista Ramon Nunes Mello é o curador e responsável legal pela obra de Rodrigo de Souza Leão, a convite da família, sendo responsável pela publicação dos seguintes títulos do autor: Me roubaram uns dias contados (Record, 2010 - apresentação de Leonardo Gandolfi), O Esquizoide (Record, 2011 - apresentação deSilvana Guimarães); Carbono Pautado (Record, 2012 - apresentação de Fraklin Alves Dassie); e Todos os cachorros são azuis (2010 – 2ª edição - apresentação de Jorge Viveiros de Castro) este último, publicado em Londres (And Other Stories, 2013 - tradução de Stefan Tobler e Zoë Perry) e no México (Sexto Piso, 2013 – tradução de Juan Pablo Villalobos). Além disso, realizou a doação do acervo literário de Rodrigo de Souza Leão para o Arquivo Museu de Literatura Brasileira da Fundação Casa de Rui Barbosa (2013), assim como a doação do seu acervo pictórico o Museu de Imagens do Inconsciente (2012).

» Em 2011, estreou o espetáculo teatral Todos os cachorros são azuis, adaptação do romance homônimo de Rodrigo de Souza Leão, direção de Michel Bercovitch, com os atores Bruna Renha, Camila Rodhi, Gabriel Pardal, Natasha Corbelino e Ramon Nunes Mello.

» Em 2011/2012 a exposição Tudo vai ficar da cor que você quiser, de telas e poemas deRodrigo de Souza Leão, com curadoria de Ramon Nunes Mello e Marta Mestre, ocupou o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. A mostra ocorreu por intermédio  de financiamento colaborativo no site Catarse, e foi editado um catálogo com registro das obras, fotografadas por Tomás Rangel, publicado pela editora Pinakotheke (2011), acompanhadas de textos críticos de Paulo Sérgio Duarte, Heloisa Buarque de Hollanda,José Aloise Bahia e João Magalhães.

» Em parceria com a diretora Letícia Simões, Ramon Nunes Mello assinou a pesquisa, argumento e roteiro do documentário em longa-metragem Tudo vai ficar da cor que você quiser, sobre Rodrigo de Souza Leão (Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro / Artezanato Eletrônico, 2014), produzido pelo cineasta Pedro Cezar.

 

Mais informações: www.rodrigodesouzaleao.com.br

BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates